Japão tem déficit comercial recorde em janeiro

O Japão registrou déficit comercial recorde em janeiro, com a desaceleração econômica mundial minando a demanda externa por produtos japoneses e provocando queda brusca das exportações. No mês passado, o déficit comercial do Japão foi de 952,6 bilhões de ienes (US$ 9,834 bilhões), informou hoje o Ministério das Finanças. Os números representaram um recorde, mas ficaram abaixo da previsão dos analistas, que esperavam um déficit de 1,15 trilhões de ienes.A principal causa para o forte déficit foram as exportações, que despencaram 45,7%, para 3,48 trilhões de ienes, enquanto as importações recuaram 31,7%, para 4,44 trilhões de ienes.Segundo o ministério, as exportações japonesas para os três principais mercados compradores apresentaram queda recorde, afetadas principalmente pela queda na demanda por carros e autopeças. As vendas externas para os Estados Unidos recuaram 52,9%, enquanto para a Europa diminuíram 47,4%. As exportações para a Ásia tiveram queda 46,7%, segundo o ministério. De acordo com os dados, a economia japonesa, que em recessões passadas contou com as exportações para se recuperar, não será suportada pela demanda externa e continuará a sofrer com o colapso na compras do exterior. O diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Pascal Lamy, disse, durante visita recente ao país, que a dependência do Japão das exportações torna-o particularmente vulnerável à desaceleração global. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.