Japão teve superávit comercial de US$ 2,05 bi em agosto

O ritmo de declínio das exportações japonesas diminuiu em agosto na comparação com o mês precedente, sugerindo uma perspectiva mais positiva para a economia do país, a despeito da continuidade das preocupações com a valorização do iene. A balança comercial global registrou superávit de 185,7 bilhões de ienes (US$ 2,052 bilhões) em agosto, de um déficit de 314,2 bilhões de ienes no mesmo mês do ano anterior. O resultado positivo superou a previsão dos economistas consultados pelas agências Dow Jones e Nikkei, que estimavam superávit de 175,9 bilhões de ienes (US$ 1,943 bilhão).

AE-DOW JONES, Agencia Estado

24 de setembro de 2009 | 06h21

Agosto foi o sétimo mês consecutivo de superávit, seguindo-se ao resultado positivo de 380,2 bilhões de ienes em julho. Segundo os analistas, o superávit comercial japonês deve aumentar, na medida em que a esperada recuperação das economias dos EUA, da Europa e da Ásia impulsione as exportações do Japão e sustente uma virada na economia doméstica. Os analistas acrescentaram, no entanto, que a valorização do iene ainda é uma preocupação.

Em agosto, as exportações - que somaram 4,511 trilhões de ienes (US$ 49,864 bilhões) - caíram pelo 11º mês consecutivo, ficando 36% abaixo do total obtido em agosto do ano passado. A demanda por aço e carros caiu pela metade. No entanto, o declínio foi menor do que os 36,5% de julho. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Japãobalança comercial

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.