coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Japão volta a pressionar os EUA sobre tarifas ao aço

O ministro japonês do Comércio, Takeo Hiranuma, planeja esta semana exortar o representante do Comércio dos EUA, Robert Zoellick, a responder aos pedidos do Japão, para evitar as planejadas medidas de retaliação por parte do Japão contra as tarifas norte-americanas, informou a agência Kyodo News. "Se não houver progresso, teremos que tomar uma decisão final, levando em consideração várias circunstâncias", disse.O Japão espera manter discussões ministeriais por telefone antes de tomar uma decisão em 18 de junho sobre impor ou não tarifas retaliatórias de 100% sobre a exportação de certos produtos de aço norte-americano. No mês passado, o Japão notificou a Organização Mundial do Comércio (OMC) sobre o seu plano de retaliação. Além da queixa junto à OMC, o Japão exige que os EUA compensem o país por danos decorrentes das tarifas impostas em 20 de março, por meio de cortes de outras tarifas de importação, alertando que, caso contrário, retaliará.O Japão também solicitou aos EUA que excluam boa parte dos seus itens de exportação a partir das tarifas impostas sobre as importações do aço. Os EUA deverão tomar uma decisão final sobre as tarifas do aço até 2 de julho. Os dois países não mantiveram contato formal sobre a questão desde que Hiranuma e Zoellick não conseguiram diminuir suas diferenças no dia 15 de maio.As tarifas impostas pelos EUA suscitaram fortes protestos dos exportadores de aço, resultando em uma série de ações para bloquear um desvio antecipado do aço do mercado norte-americano para outros países. A China apelou para salvaguardas temporárias, após a medida adotada pelos EUA, e o Japão em reunião governamental com a China e com autoridades da indústria do aço, solicitará que o país retire essas medidas, afirmam autoridades do ministério do Comércio do Japão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.