Japonesa JFE Steel planeja comprar 14,99% da indiana JSW Steel

O negócio reforça as iniciativas da JFE Steel para aumentar sua presença em um dos mercados com crescimento mais rápido da Ásia

Ligia Sanchez, da Agência Estado ,

27 de julho de 2010 | 10h58

A JFE Steel, companhia do grupo japonês JFE Holdings e segunda maior siderúrgica do Japão em produção depois da Nippon Steel, anunciou que planeja investir cerca de 100 bilhões de ienes (US$ 11 milhões) para comprar 14,99% de participação na JSW Steel, da Índia. O negócio reforça as iniciativas da JFE Steel para aumentar sua presença em um dos mercados com crescimento mais rápido da Ásia.

A JFE Steel comprará novas ações da JSW a serem emitidas em setembro. Inicialmente, a companhia espera gastar cerca de 90 bilhões de ienes, mais 10 bilhões de ienes extra, para comprar ações adicionais e manter sua participação em 14,99%, caso os detentores de bônus conversíveis da JSW troquem seus ativos por ações ordinárias.

A JFE e a JSW fecharam um acordo em novembro de 2009 para uma parceria estratégica cujos detalhes, incluindo posse de ações, seriam decididos posteriormente. A fatia de 14,99% não dá direito de controle sobre a administração da JSW, mas fortalece a parceria que a siderúrgica japonesa precisa para entrar no mercado indiano sem construir suas próprias usinas no país. Ao manter sua parcela abaixo de 15%, a JFE pode evitar a entrada em um processo de oferta de aquisição e o risco de enfrentar concorrentes. A JFE vai se tornar a maior acionista individual da JSW.

Para a JSW, a aliança trará o apoio tecnológico necessário para melhorar e expandir sua produção de aço para automóveis, assim como operar suas unidades com mais eficiência. A JFE também estudará meios de cooperar na operação de uma nova fábrica que a JSW está considerando construir no Estado de Bengala Ocidental, entre outros projetos.

"Apesar de não esperarmos retorno do investimento de 100 bilhões de ienes em poucos anos, podemos construir a base de nosso negócio na Índia pelo acordo com a JSW", afirmou o vice-presidente de planejamento corporativo da JFE Steel, Shigeru Ogura. Em 2009, a Índia foi o terceiro país com maior produção de aço, depois da China e Japão.

Ogura afirmou que a JFE foi questionada repetidas vezes pelas fabricantes de automóveis japonesas sobre seus planos de produção com a JSW na Índia. As vendas de automóveis devem crescer constantemente no mercado indiano na próxima década, com previsão de vendas anuais atingindo 3 milhões de unidades em 2016, com o crescimento do poder de compra da classe média.

Outras siderúrgicas japonesas também iniciaram grandes ofensivas nos mercados asiáticos. Em abril, a Kobe Steel anunciou que investirá 100 bilhões de ienes para construir uma siderúrgica no Vietnã. A Nippon Steel também está aprofundando seus negócios com a Tata Steel, investindo 100 bilhões de ienes para aperfeiçoar as fábricas e se preparar para maior demanda na Ásia. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.