JBS anuncia aquisições no Brasil e na Austrália por R$ 3,6 bi

Subsidiária do grupo brasileiro na Austrália pagou cerca de R$ 3,2 bilhões pela Primo Smallgoods, líder em produtos como bacon e salsichas; por aqui, JBS comprou controladora da Big Frango

Fátima Laranjeira e Josette Goulart, O Estado de S.Paulo

21 de novembro de 2014 | 02h01

A gigante do setor dos alimentos JBS anunciou ontem duas aquisições - uma na Austrália e outra no Brasil. A companhia pagará US$ 1,25 bilhão (ou cerca de R$ 3,2 bilhões) pela Primo Smallgoods, líder em vários segmentos de proteína animal no varejo da Austrália e Nova Zelândia. No Brasil, a companhia comprou a controladora da Big Frango por R$ 430 milhões. Juntas, as duas compras anunciadas na noite de ontem ultrapassam R$ 3,6 bilhões.

No caso do Big Frango, do empresário Evaldo Ulinski, a compra veio após uma longa negociação. Em janeiro, já havia sido fechada a aquisição de algumas granjas pertencentes à Agrícola Jandelle e Ovorama Agropecuária, ambas do grupo Big Frango. Agora, a JBS assume o controle da companhia, com um preço a ser pago de R$ 430 milhões, segundo comunicado. Ulinksi, em entrevista ao Estado, disse que se decidiu pela venda em função de dificuldades financeiras e pensando nos 5 mil funcionários que possui. Só para os bancos, segundo Ulinski, devia mais de R$ 400 milhões.

O Big Frango abate atualmente cerca de 460 mil aves por dia em duas unidades habilitadas para exportar para mercados internacionais. O faturamento da companhia é superior a R$ 1 bilhão. Segundo comunicado, é um dos maiores grupos do setor avícola da Região Sul, com quase 50 anos de existência.

De acordo com a JBS, a totalidade da participação no Grupo Big Frango foi adquirida pela AMSE02, como resultado de um processo de reestruturação de dívidas e reorganização societária promovido pelos antigos sócios e acionistas do grupo Big Frango, coordenada pela Werte Capital Reestruturação. O negócio depende de aval do Conselho administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Processados. Já a aquisição da Primo Smallgoods será feita pela JBS Austrália, subsidiária da companhia brasileira. O preço total a ser pago não inclui dívidas. A transação será paga em dinheiro e ainda está sujeita à aprovação das autoridades regulatórias australianas.

Estabelecido em 1985, o Grupo Primo é, de acordo com o comunicado da JBS, o líder em produtos processados como presunto, salsicha e bacon na Austrália e na Nova Zelândia. O Grupo Primo tem mais de 4 mil empregados e conta com cinco unidades produtivas, sete centros de distribuição e 30 lojas de varejo.

De acordo com o comunicado, o Grupo Primo possui equipamentos e tecnologia de última geração e unidades produtivas que são referência no setor. O faturamento previsto para o ano fiscal de 2015, que se encerra em junho do ano que vem, é equivalente a cerca de US$ 1,4 bilhão.

Em nota distribuída ontem à noite, o presidente global da JBS, Wesley Batista, afirmou que a compra está em linha com a estratégia da empresa de se fortalecer em produtos de alto valor agregado e marca forte. "A Primo representa uma excelente oportunidade de crescimento do nosso negócio na Austrália", frisou.

Nos comunicados emitidos ontem, a JBS não especifica como como será feito o financiamento das aquisições.

Tudo o que sabemos sobre:
JBSnegócios

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.