Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Jerónimo Martins vende o último investimento que tinha no Brasil

A varejista portuguesa Jerónimo Martins SGPS vendeu seu único investimento remanescente no Brasil. A empresa anunciou que chegou a um acordo para a venda da JM&M Atacado Ltda. (JM&M), controlada em conjunto com o Grupo Martins, a uma empresa atacadista brasileira. A participação de 50% na JM&M, que atualmente opera duas lojas da rede "Apoio Clube de Compras", do setor do atacado de auto-serviço, era o único investimento mantido pela Jerónimo Martins no Brasil. Após essa venda, o acordo de parceria com o Grupo Martins, datado de 1999, também foi anulado. Essa operação não exercerá nenhum impacto sobre os resultados da Jerónimo Martins, pois o grupo já contabilizou em suas contas consolidadas referente aos nove meses de 2002 o "impairment" da JM&M (diferença entre o valor do ativo e o valor pago pela empresa), no valor de 6 milhões de euros (US$ 5,97 milhões). A empresa informou em comunicado que a partir de 30 de setembro de 2002, a Jerónimo Martins não considerará mais em suas contas consolidadas a receita e os resultados dessa operação. Em 23 de agosto, a Jerónimo Martins reiterou a venda dos supermercados Sé no Brasil ao grupo Pão de Açúcar. As informações são da agência Dow Jones.

Agencia Estado,

06 de novembro de 2002 | 11h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.