finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

João Paulo aponta erro do governo na MP sobre a tabela do IR

O presidente da Câmara, João Paulo Cunha (PT-SP), considerou um erro político do governo ter editado a Medida Provisória 232, tratando de dois assuntos: a correção da tabela do Imposto de Renda para Pessoa Física e, ao mesmo tempo, o aumento da Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL) para o setor de serviços e o recolhimento na fonte de IR para a agricultura."Temos um problema político. O governo fez um grande gesto para a classe média, que paga imposto de renda, mas não entendo por que embutiu na mesma medida matérias que trazem um complexo debate", disse João Paulo, que se encontrou com o ministro Antonio Palocci, no Ministério da Fazenda.João Paulo defendeu que a compensação de eventuais perdas com a correção da tabela do imposto de renda fosse feita em outro momento e não agora. "Porque quando se coloca as duas medidas juntas as pessoas não reconhecem a parte boa da matéria", afirmou. Ele está certo que toda essa discussão sobre a MP 232 provocará um debate forte no início de março. "Estou empenhado em buscar uma saída que possa fazer com que a receita seja preservada mas ao mesmo tempo garanta como ponto crucial dessa medida a correção da tabela do IR", afirmou. As críticas de João Paulo foram feitas em entrevista à Rádio Jovem Pan.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.