Jobs está perto de retornar à Apple, diz o ''WSJ''

O presidente executivo da Apple, Steve Jobs, está prestes a retornar de sua licença médica, conforme planejado, de acordo com o Wall Street Journal, que cita como fonte uma pessoa que esteve com Jobs recentemente. A notícia de que o executivo volta até o final do mês surge antes da Worldwide Developer Conference, da Apple, em San Francisco, na próxima segunda-feira, evento em que Jobs lançou no ano passado o iPhone 3G. Dessa vez, no entanto, ele não deve comparecer.Quando anunciou o seu afastamento em janeiro, Jobs, de 54 anos, afirmou que sua licença médica era válida até o final de junho, estabelecendo seu retorno para julho. Representantes da companhia disseram repetidamente que ele permaneceu envolvido em decisões estratégicas e que retornará conforme planejado. A Apple não comentou o assunto.EVENTO PÚBLICOAlguns analistas e investidores temiam que o presidente executivo da companhia, sobrevivente de um câncer pancreático, pudesse não retornar caso seu quadro clínico não melhorasse. Ele foi tratado de um raro tipo de câncer em 2004. Após aparecer magro em um evento da Apple em junho do ano passado e em janeiro deste ano, ele anunciou que tiraria licença médica em razão dos problemas de saúde serem "mais complexos" do que originalmente pensava.A recuperação do executivo "está acontecendo continuamente", publicou o jornal. A reportagem afirma ainda que duas pessoas que fazem negócios com a Apple foram avisadas por gerentes que a empresa está tentando coordenar o retorno de Jobs com o lançamento de um produto ou evento público. Apesar da ausência de Jobs, as ações da Apple acumulam uma alta de 73% desde março.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.