Jornal inglês destaca preocupação com alta dos juros no Brasil

O jornal britânico Financial Times afirma ser amplamente esperado que o Banco Central do Brasil aperte hoje sua política monetária pelo quinto mês consecutivo em meio a preocupações de que isso poderia "azedar a mais promissora expansão econômica do País numa década".Segundo a publicação, uma alta de 0,5 ponto porcentual na Selic, a taxa básica de juros da economia, que está em 17,75% ao ano, é uma decisão "que provavelmente será novamente criticada por líderes empresariais, que afirmam que a política monetária do BC é ineficiente no combate à inflação, que eles consideram ser amplamente alimentada pelos preços regulamentados pelo governo, como as tarifas de água e eletricidade".O Financial Times observa que a valorização do real diante do dólar também pode prejudicar a competitividade das exportações. Uma queda dos preços das commodities também seria negativa. "Ainda assim, a maior economia da América do Sul poderá ter um desempenho melhor neste ano do que muitos esperam", disse. "Vários analistas do mercado financeiro estão elevando suas previsões de crescimento para este ano de cerca de 3,5% para cerca de 4%." Segundo o jornal, o aumento da demanda doméstica e o crescimento do nível de investimentos estão alimentando a atividade econômica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.