Jornal paranaense terá apenas versão na internet

''O Estado do Paraná'', do ex-governador Paulo Pimentel, deixará em breve de circular[br]na versão impressa

Evandro Fadel, O Estado de S.Paulo

27 de janeiro de 2011 | 00h00

O jornal O Estado do Paraná, um dos mais tradicionais do Paraná, que está completando 60 anos, deixará de circular na forma impressa. A intenção do proprietário e presidente da empresa, o ex-governador Paulo Pimentel, é manter o conteúdo apenas na internet, integrado ao portal Paraná-Online, do mesmo grupo.

"Temos sentido um declínio em O Estado do Paraná, estamos perdendo leitores", disse Pimentel. Segundo ele, a tiragem atual é de cerca de 25 mil exemplares. Há menos de cinco anos eram impressos 50 mil exemplares.

Pimentel adiantou que o término da impressão do jornal será precedido de campanha publicitária. Ele destacou que o acesso ao jornal na internet será livre. "Sou contra qualquer cobrança", reforçou. "A sustentação se dará pela publicidade." Segundo ele, hoje os anunciantes já estão conscientes do poder dessa mídia.

Ele ainda garantiu que nenhum jornalista será demitido. Como parte dos trabalhos com impressão é realizada por empresa terceirizada, Pimentel prevê que não haja muitas demissões também nesse setor. Além disso, ele deve manter o jornal impresso Tribuna do Paraná, que faz parte do grupo. "A Tribuna é bem aceita e de baixo custo", disse. No ano passado, o tradicional Jornal do Brasil já tinha deixado de circular, passando a existir apenas na internet.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.