José Alencar admite que é ?vítima de censura?

O vice-presidente da República, José Alencar, criticou a carga tributária como um dos fatores que, segundo ele, travam o desenvolvimento. Mas atribuiu a grande carga tributária em boa parte ao peso dos juros. Sobre o assunto, ele disse ainda: "tenho sido vítima de censura". Mas não esclareceu quem o censura.Alencar disse ainda que os juros sobre a dívida pública precisam ser pagos, "mas têm que ser no padrão do mercado internacional". Ele citou uma pesquisa da Global Invest sobre as taxas de juros reais em 40 países, segundo a qual a taxa média real é de 1,5% ao ano. Nos países emergentes, essa taxa média é de 2,3%, disse Alencar."O Brasil continua com 10%. Isso, na minha opinião - talvez eu não tenha grande autoridade para falar isso, porque não sou economista - pela minha experiência sei que, enquanto as atividades produtivas não puderem remunerar o custo de capital, não haverá investimento", disse o vice-presidente. Alencar foi aplaudido na festa de 184 anos da Associação Comercial do Rio de Janeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.