José Múcio defende renegociação da dívida agrícola

O ministro das Relações Institucionais, José Múcio Monteiro, defendeu hoje a renegociação da dívida dos agricultores, pela equipe econômica. "A renegociação é necessária", disse o ministro, ao chegar ao Ministério da Fazenda, para uma reunião com os ministros da Fazenda, Guido Mantega, e da Agricultura, Reinhold Stephanes, além do presidente da Comissão de Agricultura da Câmara, Marcos Montes (DEM-MG). Segundo José Múcio, a renegociação é uma pendência do governo. Ele informou que o ministro da Fazenda já tinha se comprometido com os parlamentares da bancada ruralista para uma conversa, além de fazer um estudo de avaliação da dívida. José Múcio negou que haja pressão dos parlamentares para que o governo aprove a renegociação, em troca do apoio da bancada a projetos de interesse do governo. "Não há nenhum tipo de ameaça e de pressão", assegurou o ministro. Segundo ele, o fundamental é o bom entendimento. O ministro reconheceu, porém, que a bancada ruralista é um dos grupos mais "organizados" e "mobilizados" no Congresso Nacional, ao lado da bancada da saúde. José Múcio chamou esses parlamentares de "grupos temáticos". "Eles estão no papel deles e cabe ao governo ouvir e, no que puder, fazer", afirmou. José Múcio negou que a reunião de hoje com a bancada ruralista já seja o resultado da orientação de ontem, do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de aproximação dos ministros com o Congresso. Segundo o ministro, a conversa já estava marcada há algum tempo. O encontro, porém, não estava previsto na agenda do ministro Guido Mantega. Há 15 dias a bancada ruralista também tentou uma reunião com ele que, no entanto, estava de férias. José Múcio destacou que o presidente "não quer mais política" no governo, mas sim que os ministros conversem mais com o governo, para que haja uma interação maior.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.