Josué Gomes descarta assumir Ministério do Desenvolvimento, diz fonte

O empresário Josué Gomes da Silva descartou assumir o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) no segundo mandato da presidente Dilma Rousseff, porque não pode deixar o comando das suas empresas, informou uma fonte do governo brasileiro.

ALONSO SOTO, REUTERS

06 de novembro de 2014 | 17h50

O empresário mineiro, que disputou pelo PMDB uma cadeira ao Senado neste ano, mas não conseguiu se eleger, era um dos mais cotados para assumir a pasta.

“Ele foi sondado e disse que não pode deixar as empresas", disse a fonte à Reuters nesta quinta-feira, sob condição de anonimato. Filho de José Alencar, que foi vice-presidente nos dois governos de Luiz Inácio Lula da Silva e morreu em 2011, o empresário não teria sido convidado formalmente pela presidente Dilma.

A família Alencar controla a Coteminas, uma das maiores empresas do ramo têxtil do Brasil.

Tudo o que sabemos sobre:
POLITICAMDICJOSUE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.