JP Morgan negocia quintuplicar oferta por Bear Stearns, diz NYT

Nova proposta poderia fazer com que valor da compra ultrapassasse US$ 1 bilhão, segundo jornal

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

24 de março de 2008 | 06h04

O JP Morgan Chase negociava, na noite de domingo, 23, um acordo que poderia quintuplicar sua oferta de compra do banco de investimentos Bear Stearns, para US$ 10 a ação, informou nesta segunda-feira, 24, o jornal New York Times no seu site na Internet, citando pessoas envolvidas nas negociações. Os números da proposta poderiam fazer com que o valor da compra ultrapassasse US$ 1 bilhão.   Veja também:   JPMorgan compra o Bear Stearns por US$ 236 milhões  Entenda a crise nos Estados Unidos   O sobe e desce do dólar  Veja os efeitos da desvalorização do dólar JPMorgan e Fed intervêm para socorrer seguradora dos EUA   O aumento da oferta tem como objetivo convencer os acionistas do Bear Stearns, que prometeram lutar contra a primeira oferta de compra, apresentada há uma semana sob o comando do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) e do Departamento do Tesouro americano, disse o jornal.O Fed, a quem cabe aprovar qualquer novo acordo, estava hesitante no domingo sobre o aumento do valor da oferta, após vários dias de nervosismo e negociações secretas, de acordo com o jornal. É possível que a nova proposta seja adiada ou abandonada, disseram as fontes.Por enquanto, em um esforço incomum para conseguir a aprovação da maioria dos acionistas do Bear Stearns, a instituição tentava, na noite de domingo, autorizar a venda de 39,5% do banco, informou o jornal. Sob as leis de Delaware, onde as companhias estão incorporadas, a empresa pode vender até 40% sem a aprovação dos acionistas. As informações são da Down Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
JP MorganBear Stearns

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.