finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Juiz de NY dá proteção contra execução de dívidas da Varig

O juiz da Corte de Falências do Distrito Sul de Nova York, Robert Drain, prorrogou até 29 de novembro a liminar que protege a Varig da execução de dívidas anteriores a junho de 2005. Uma nova audiência foi marcada para 28 de novembro.A liminar que foi prorrogada tem como principal objetivo proteger a Varig de dívidas contraídas antes de junho de 2005. No início, ainda antes do acordo voluntário de retorno de aeronaves e peças aos credores internacionais, a liminar também estava protegendo a empresa da retomada forçada caso uma aeronave pousasse em solo norte-americano, onde estão os principais credores da Varig.Na audiência do dia 28 de novembro, o juiz avaliará se irá aceitar o pedido de liminar permanente feito pelo advogado da Varig nos EUA, Rick Antonoff, ou se irá apenas prorrogar a liminar temporária com relação às dívidas anteriores a junho de 2005.Decisões repetidasEsta é a décima vez que o juiz Drain prorroga a liminar dando parecer favorável à Varig. Entre os credores que levaram a Varig à Corte em Nova York estão Sojitz Corporation, Willis Lease, Mitsui Co., US Bank, Wells Fargo, ILFC, Boeing, Ansett Worldwide e GATX Capital.Apesar da renovação da liminar que protege companhia de dívidas anteriores a junho de 2005, ela será obrigada a voltar à Corte em audiência amanhã.A razão da audiência é a dívida de aproximadamente US$ 208 mil da Varig com a autoridade portuária de Nova York. Os advogados do credor irão pedir ao juiz Robert Drain o pagamento imediato da dívida, que venceu no último dia 23.

Agencia Estado,

25 de outubro de 2006 | 18h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.