Juiz manda prender mais dois do caso do banco Nacional

O juiz Marcos André Bizzo Moliari, da 1ª Vara Federal Criminal, decretou a prisão provisória de mais dois envolvidos no escândalo do banco Nacional: Vírgilio Veloso e Roberto Freire.Hoje de manhã, foram presos o ex-presidente do banco Nacional e acionista majoritário, Marcos Magalhães Pinto; o ex-vice-presidente Arnoldo de Oliveira; o controlador financeiro Omar Bruno Corrêa; o vice-presidente de Controladoria, Clarimundo Sant?Anna; e outros dois ex-dirigentes do banco, Nagib Antônio e Antônio Luiz Feijó Nicolau.A decretação de prisão foi dada porque, segundo o juiz, havia risco iminente de fuga. "Não venha se dizer que a prisão cautelar para apelar ofende ao princípio da presunção de inocência se esta questão já encontra-se devidamente sumulada pelo STJ (Supremo Tribunal de Justiça), súmula 9", escreveu o juiz no decreto de prisão.Em seguida, reproduz o trecho da súmula "a exigência da prisão provisória, para apelar, não ofende a garantia constitucional da presunção de inocência".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.