R$ 1,57 bi

E-Investidor: Tesouro Direto atrai mais jovens e bate recorde de captação

Juiz ordena prisão imediata de Bernard Madoff

O arruinado investidor Bernard Madoff declarou-se, nesta quinta-feira, culpado de dirigir um esquema de pirâmide financeira por meio do qual seus clientes perderam bilhões de dólares. O juiz federal americano Denny Chin acatou a declaração do réu e determinou sua prisão imediata. O magistrado revogou o direito à fiança e decidiu que Madoff permanecerá detido até o anúncio da sentença, marcado para 16 de junho.A admissão de culpa ocorre apenas três meses depois de Madoff ter sido preso sob suspeita de fraudes que abalaram o mundo financeiro e a expectativa é de que ele passe o restante de sua vida atrás das grades. O Tribunal Federal de Manhattan estava lotado quando Madoff declarou-se culpado de 11 acusações de crimes financeiros, fraudes e lavagem de dinheiro."Durante muitos anos, até minha detenção em 11 de dezembro de 2008, eu operei um esquema de pirâmide financeira por meio do braço de aconselhamento de meus negócios, a Bernard L. Madoff Investment Securities LCC", declarou o ex-presidente do mercado eletrônico Nasdaq.Madoff, de 70 anos, disse ainda que nunca investia os recursos de seus clientes conforme o prometido. Ao invés disso, ele pagava os investidores que buscavam resgates numa conta mantida no Chase Manhattan Bank em Nova York. Ele alegou que se sentia pressionado a atender às expectativas dos clientes de que os investimentos teriam rendimento acima da média do mercado e disse acreditar que a pirâmide financeira duraria pouco tempo. "Mas não durou", admitiu.Ao declarar-se culpado dos 11 crimes pelos quais é acusado, Madoff fica sujeito a uma sentença de até 150 anos de prisão. Os promotores também informaram que estão tentando recuperar os US$ 177 bilhões que Madoff teria roubado de seus clientes. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.