Juiz rejeita processo de Miami contra BofA em caso de hipotecas

Um juiz federal rejeitou o processo de discriminação de hipoteca da cidade de Miami contra o Bank of America, entregando à cidade a sua primeira derrota em quatro processos, que acusam os grandes bancos de violações à Lei de Direito à Moradia dos Estados Unidos.

REUTERS

09 de julho de 2014 | 16h09

Em uma decisão judicial nesta terça-feira que poderia afetar ações semelhantes de outras localidades, o juiz distrital dos EUA, William Dimitrouleas, disse que Miami não tem legitimidade para processar sob a lei 1968, aprovada para impedir a discriminação e garantir habitação justa em todo o país.

Wells Fargo, Citigroup e JPMorgan também estão enfrentando processos judiciais por Miami por supostamente ter minorias como alvo para empréstimos subprime.

"Acreditamos que a correta determinação foi feita no caso de Miami", disse o porta-voz do Bank of America, Rick Simon.

Advogados e um porta-vozes da cidade de Miami não responderam imediatamente a um pedido de comentário.

(Por Dena Aubin em Nova York)

Tudo o que sabemos sobre:
BANCOSBOFAMIAMILEGAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.