Juizados especiais receberam quase 600 ações

Em sua primeira semana de funcionamento, os 24 Juizados Especiais Federais existentes no País receberam 598 ações de até 60 salários mínimos (R$ 12 mil) envolvendo a União, particulares e micro e pequenas empresas. A 4.ª Região foi a campeã em número de causas: chegaram aos juizados especiais do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná 330 processos. Criados por iniciativa conjunta da Justiça Federal e do governo, os juizados começaram a funcionar no último dia 14 em 13 estados. Eles se propõem a decidir em até seis meses ações que muitas vezes demoram quase dez anos para serem julgadas pelos trâmites normais. A esperança é de que esses órgãos consigam absorver parte das causas que seriam destinadas à Justiça Federal, diminuindo o volume de processos. De acordo com dados do Superior Tribunal de Justiça (STJ), os juizados da 3. ª Região, que englobam São Paulo e Mato Grosso do Sul, receberam 108 ações. Na 2.ª Região (Rio de Janeiro e Espírito Santo), foram 143 pedidos. A 5.ª Região, com os Estados do Nordeste, apenas 17 causas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.