Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Juncker descarta 'reestruturação total' da dívida grega

Uma reestruturação total da dívida da Grécia não é uma opção, embora as autoridades europeias busquem uma maneira de envolver o setor privado na solução da crise de dívida do país, afirmou hoje o presidente do Eurogrupo, Jean-Claude Juncker. "Uma reestruturação total da dívida da Grécia não é uma opção e ninguém planeja isso", disse Juncker, após encontro com o presidente da França, Nicolas Sarkozy, em Paris. "Tentaremos resolver o problema da Grécia entre agora e o fim de junho".

CYNTHIA DECLOEDT, Agencia Estado

30 de maio de 2011 | 14h44

Ele afirmou ser muito cedo para uma resposta definitiva ao problema, antes da avaliação técnica das equipes da Comissão Europeia, Fundo Monetário Internacional (FMI) e Banco Central Europeu (BCE), que deve ser divulgada "no início da semana que vem". "A questão do envolvimento do setor privado é um problema que olharemos com toda a atenção exigida", disse Juncker, sem dar detalhes.

Sarkozy disse na sexta-feira que a carga da crise grega pode ser dividida com o setor privado, sem reestruturação da dívida ou sem colocar em risco a credibilidade do bloco de moeda única. Mas o presidente francês não explicou qual seria tal solução. "Há uma fórmula e não há problema" em envolver o setor privado, disse Sarkozy no encontro do G-8 em Deauville. "E é nessa direção que todos deveriam convergir", acrescentou. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.