Juncker diz que fundo europeu não será elevado

O tamanho do Fundo Europeu de Estabilização Financeira (EFSF, na sigla em inglês) não será elevado, disse nesta terça-feira o presidente do Eurogroup, grupo que reúne ministros de Finanças da zona do euro, Jean-Claude Juncker.

REUTERS

27 de setembro de 2011 | 12h55

"O volume do EFSF não será elevado, mas utilizaremos o novo instrumento do modo mais eficiente", disse Juncker a jornalistas após responder questões no Parlamento Europeu.

As autoridades da União Europeia (UE) têm dito que estão estudando meios de aumentar o poder de fogo do EFSF, um fundo de 440 bilhões de euros utilizado para socorrer Portugal e Irlanda, sem aumentar as garantias exigidas dos países membros, o que pode ser politicamente difícil.

Respondendo a perguntas sobre a crítica dos Estados Unidos ao modo como a Europa está lidando com a crise, Juncker disse: "Os norte-americanos não deveriam esquecer que a origem da crise não é na Europa".

(Reportagem de Francesco Guarascio)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROJUNCKEREFSF*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.