Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Juro alto aumenta desemprego, afirma Dieese

O recorde do desemprego na região metropolitana de São Paulo em abril é resultado, entre outros fatores, do aumento da taxa de juros promovido pelo Banco Central (BC) desde outubro do ano passado. "O movimento de subida dos juros de outubro do ano passado até fevereiro desse ano tem seus efeitos colhidos agora", afirmou o diretor Dieese, Sérgio Mendonça.Segundo ele, a alta dos juros se tornou uma sobreposição de um "ciclo negativo". "Esse ano está sendo o terceiro de um ciclo negativo, iniciado com o racionamento de energia elétrica anunciado em maio de 2001", disse. "Os juros altos barram os setores de comércio e serviços e a nossa economia está estagnada".Além dos juros, o diretor do Dieese citou como fatores conjunturais para o aumento do desemprego a queda dos investimentos externos e internos, a elevação do superávit primário e o aumento do depósito compulsório, o que provocou escassez de financiamentos da economia.O economista evitou estimar se 2003 poderá ser o pior ano da série histórica de apuração de desemprego na região metropolitana de São Paulo, superando 1999, quando o desemprego médio do ano ficou em 19,3% da População Economicamente Ativa (PEA) da região. "O comportamento desse ano está parecido com o do ano passado, o segundo pior da série histórica, quando o desemprego médio ficou em 19,1% da PEA", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.