Juro ao consumidor fica estável em janeiro

A taxa de juros média cobrada nos empréstimos às pessoas físicas manteve-se estável em 7,4% ao mês em janeiro, quando comparada às cobradas em dezembro, apontou levantamento realizado pela Associação Nacional dos Executivos de Finanças (Anefac). De acordo com a pesquisa, das seis linhas de varejo pesquisadas, apenas em duas foram observadas reduções: juros do comércio, com queda de 0,98%, para 6,12%, e cheque especial, que apresentou redução de 0,51%, atingindo 7,92% no mês passado.Enquanto os juros do cartão de crédito ficaram estáveis em 10,33% ao mês, a taxa cobrada nos empréstimos pessoais no bancos subiu 0,55%, para 5,42%, assim como a mesma modalidade nas financeiras mostrou expansão de 0,44%, para 11,43%. Também tiveram avanço os juros cobrados nas linhas do CDC bancário, para 3,18% - uma elevação de 1,26%.No caso das linhas voltadas para pessoas jurídicas, o levantamento também apurou uma estabilidade na taxa média, que ficou em 4,19% ao mês (63,65% ao ano).A Anefac prevê que o crédito voltado para a pessoa física se ampliará em 25% neste ano. Para a associação, as taxas cairão seguindo o movimento da Selic que, na projeção da entidade, deve encerrar 2007 em 11% ao ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.