Juro ao consumidor recua para 35,4% ao ano e atinge menor nível em 18 anos

Taxa média cobrada de empresas e consumidores também bateu mínima histórica, a 29,3% ao ano

Eduardo Cucolo, da Agência Estado,

29 de novembro de 2012 | 12h12

BRASÍLIA - A taxa média de juros do crédito livre caiu de 29,9% ao ano em setembro para 29,3% ao ano em outubro, informou há pouco o Banco Central. É o menor nível desde o início da série histórica (junho de 2000) e é o oitavo mês consecutivo de queda na taxa média de juros.

Para a pessoa física, a taxa média de juros recuou de 35,8% ao ano em setembro para 35,4% em outubro, o menor nível desde o início dessa série, que nesse caso começa em 1994. Após sucessivas quedas ao longo do ano, o juro cobrado dos consumidores havia registrado alta em setembro, mas voltou a ceder a níveis mínimos em outubro.

Os juros para empresas também caíram, passando de 22,6% ao ano para 22,1% ao ano, também no menor patamar histórico.

Em outubro houve queda nas taxas nas principais linhas monitoradas pelo BC. O juro do cheque especial caiu para 143,4% ao ano em outubro, um recuo de 4,2 pontos porcentuais ante setembro. No crédito pessoal, a taxa passou de 39,7% ao ano em setembro para 39,1% ao ano em outubro.

Para financiamento de veículos, os juros caíram de 20,9% ao ano para 20,7% ao ano, na mesma comparação.

A taxa de inadimplência média do crédito livre se manteve pelo quarto mês consecutivo em 5,9% em outubro. A inadimplência da pessoa física também ficou estável pelo quarto mês, em 7,9%. Para as empresas, o indicador subiu de 4,0% em setembro para 4,1% em outubro.

Tudo o que sabemos sobre:
juroconsumidorbanco central

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.