Juro do cheque especial sobe para 152,7% ao ano

O juro do cheque especial voltou a subir e atingiu o maior nível desde setembro de 2003. A alta foi de 2,9 pontos porcentuais em abril, para 152,7% ao ano. O chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Altamir Lopes, explica que o aumento das taxas do cheque especial tem relação direta com a necessidade dos clientes. ''Mostra a busca das famílias por recursos", diz ele. Para Altamir, a atual taxa é "proibitiva". O aumento continua em maio. Dados preliminares mostram que a taxa avançou mais 4 pontos e já opera em 156,7%.A subida do juro do cheque especial está na contramão do movimento nas outras linhas de crédito destinadas às famílias. Na média, o juro para a pessoa física caiu para 65,9%. O número não leva em conta as taxas do consignado. Entre as linhas que apresentaram redução estão a aquisição de bens de consumo - como eletrodomésticos e móveis no varejo -, com 1 ponto porcentual, para 56,4% ao ano, e a compra de veículos, para 29,8% ao ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.