Juro mais baixo veio para ficar, diz Trabuco

O presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco Cappi, avalia que o juro básico mais baixo veio para ficar na economia brasileira. Em recente entrevista ao 'Estado', o presidente do Santander no Brasil, Marcial Portela, também afirmou que os níveis historicamente baixos da taxa Selic vieram para ficar. O juro básico da economia está em 8% ao ano. Segundo analistas, deve cair ainda mais - as apostas variam entre 7% e 7,5% ao final deste ano.

O Estado de S.Paulo

24 de julho de 2012 | 03h11

Sobre os spreads (a diferença entre a taxa que o banco paga para captar recursos e a que cobra ao emprestar para os clientes), Trabuco disse que, em determinadas linhas de negócios, como crédito a empresas, já estão em níveis adequados. Em outras linhas, no entanto, o spread ainda tem espaço para cair.

"Temos uma visão de que a redução (dos spreads) é contínua. E não é algo para daqui a 10 anos, não. Nos próximos dois a três anos, vamos ver transformação muito grande", afirmou o presidente do Bradesco. "Essa é uma demanda da sociedade, das pessoas, das empresas." / L.M. e A.B.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.