Juro médio no crédito sobe para 40% ao ano em maio

A taxa de juros no crédito livre subiu de 39,9% ao ano, em abril, para 40% em maio, segundo os dados divulgados hoje pelo Banco Central. Os juros dos financiamentos subiram 5 pontos porcentuais, no acumulado do ano, até maio, e 5,1 pontos porcentuais nos últimos 12 meses.

RENATA VERÍSSIMO E FABIO GRANER, Agencia Estado

28 de junho de 2011 | 11h14

Nas operações de pessoa física a taxa de juros permaneceu estável em 46,8% ao ano. Por outro lado, a taxa para pessoa jurídica subiu de 31%, em abril, para 31,1% ao ano em maio.

A alta da taxa dos empréstimos para pessoa jurídica, no acumulado do ano até maio, foi de 3,2 pontos porcentuais, enquanto o encargo para pessoa física, no ano, acumula alta de 6,2 pontos porcentuais. Em 12 meses, encerrados em maio, a taxa dos empréstimos para pessoa jurídica subiu 4,2 pontos porcentuais e para pessoa física, 5,3 pontos porcentuais.

Spread

O spread médio (diferença da taxa obtida pelo banco e a taxa praticada ao tomador final) das operações de crédito livre subiu de 27,8 pontos porcentuais, em abril, para 27,9 pontos porcentuais em maio. No acumulado do ano, o crescimento do spread foi de 4,4 pontos porcentuais. Nas operações de financiamento das pessoas jurídicas, o spread se manteve estável em maio ante abril, em 19,4 pontos porcentuais.

Para a pessoa física, o spread aumentou de 34,2 pontos porcentuais, em abril, para 34,3 pontos em maio. No ano, o spread das operações para pessoa jurídica subiu 2,4 pontos porcentuais e para pessoa física, 5,8 pontos porcentuais. O spread das operações de pessoa jurídica, nos últimos 12 meses encerrados em maio, subiu 2,6 pontos porcentuais e para pessoa física, 4,7 pontos porcentuais.

Tudo o que sabemos sobre:
jurocréditospread

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.