Juro real fica em 11,32% em 2000

Depois da redução da taxa básica de juros - Selic - em 0,75 ponto porcentual, caindo de 16,5% ao ano para 15,75%, o ano termina com uma taxa de juro real em torno de 11,32% ao ano. No cálculo, levou-se em consideração a Cetip, a taxa de juros que efetivamente é negociada no mercado, acumulada no ano até ontem mais a projeção da taxa até o dia 29 de dezembro, último dia útil do ano. Dessa taxa, que ficou em 17,32%, desconta-se 6% referente à meta de inflação para esse ano.O governo já sinalizou que a inflação acumulada em 2000 deve ficar muito próxima desse patamar. De acordo com Ilan Goldfajn, diretor de política econômica do Banco Central (BC), o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), usado pelo governo como base para a meta de inflação, deve ficar entre 5,95% e 6,05%.O juro real calculado com base na taxa Selic, a taxa de juros sugerida pelo governo, acumulada no ano também fica muito próximo desse patamar. Levando-se em conta a taxa Selic até hoje, mais a projeção da taxa até o dia 29 de dezembro, o acumulado no ano é de 17,45%. Descontando a inflação de 2000, de 6%, o juro real fica próximo de 11,45%.Veja na seqüência a comparação da rentabilidade dos fundos de renda fixa em relação à taxa de juro real em 2000.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.