Juro sobe antes do leilão do Tesouro

Atitude mais conservadora dos investidores no fim da sessão neutralizou as quedas com a inflação mais baixa

Paula Laier, Silvana Rocha e Claudia Violante, O Estadao de S.Paulo

21 de agosto de 2008 | 00h00

A expectativa pelo leilão de títulos públicos prefixados do Tesouro, hoje, conteve os ânimos dos agentes financeiros e as taxas de juros devolveram ontem a queda motivada pelos índices de inflação mais baixos. Os investidores adotaram cautela antes de conhecerem o volume de ativos a ser ofertado no leilão. Assim, o juro de janeiro 2010 subiu a 14,62%; e a taxa de janeiro 2012, a 13,98%. O dólar caiu ante o real, reagindo à firme recuperação da Bovespa, mas oscilou com viés de alta ante o euro. O dólar recuou a R$ 1,619 (-0,49%) no balcão. No fim da tarde, o euro perdia 0,17%, a US$ 1,4744. Notícias de que o governo da China prepara um pacote de estímulo à economia motivaram compras de ações. A Bovespa teve a maior alta desde 30/7, de 3,24% (aos 55.377,2 pontos). O resultado reduziu as perdas apuradas este mês para 6,94% e, no ano, para 13,32%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.