Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Juro sobe antes do leilão do Tesouro

Atitude mais conservadora dos investidores no fim da sessão neutralizou as quedas com a inflação mais baixa

Paula Laier, Silvana Rocha e Claudia Violante, O Estadao de S.Paulo

21 de agosto de 2008 | 00h00

A expectativa pelo leilão de títulos públicos prefixados do Tesouro, hoje, conteve os ânimos dos agentes financeiros e as taxas de juros devolveram ontem a queda motivada pelos índices de inflação mais baixos. Os investidores adotaram cautela antes de conhecerem o volume de ativos a ser ofertado no leilão. Assim, o juro de janeiro 2010 subiu a 14,62%; e a taxa de janeiro 2012, a 13,98%. O dólar caiu ante o real, reagindo à firme recuperação da Bovespa, mas oscilou com viés de alta ante o euro. O dólar recuou a R$ 1,619 (-0,49%) no balcão. No fim da tarde, o euro perdia 0,17%, a US$ 1,4744. Notícias de que o governo da China prepara um pacote de estímulo à economia motivaram compras de ações. A Bovespa teve a maior alta desde 30/7, de 3,24% (aos 55.377,2 pontos). O resultado reduziu as perdas apuradas este mês para 6,94% e, no ano, para 13,32%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.