Juros continuarão caindo nos empréstimos, avalia Febraban

O economista-chefe da Federação Brasileira das Associações de Bancos (Febraban), Roberto Luis Troster, disse que a redução de dois pontos porcentuais na Selic, a taxa básica de juros da economia, decidida hoje pelo Comitê de Política Monetária (Copom), "veio de acordo com o esperado" e "deve produzir" novas reduções nos juros dos empréstimos. A expectativa é que a taxa básica chegue entre 17% e 18% ao ano até dezembro de 2003, afirmou Troster.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.