finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Juros continuarão caindo nos empréstimos, diz Febraban

Roberto Luis Troster, economista-chefe da Federação Brasileira das Associações de Bancos (Febraban), diz que a queda de dois pontos percentuais na taxa básica na reunião do Comitê de Política Monetária "veio de acordo com o esperado" e deve produzir novas reduções nos juros dos empréstimos. A expectativa é que a taxa básica (Selic) chegue entre 17% e 18% ao ano até dezembro de 2003, diz Troster.

Agencia Estado,

18 de setembro de 2003 | 07h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.