Juros dos EUA sobem pela primeira vez em quatro anos

Como já era amplamente esperado pelo mercado financeiro internacional, o Banco Central dos Estados Unidos decidiu aumentar os juros básicos da economia de 1% para 1,25% ao ano, por unanimidade. É a primeira alta em quatro anos. O comunicado do Federal Reserve diz que os futuros cortes serão "comedidos", mas não hesitará responder à ameaça de alta dos preços quando for preciso. Para o BC dos EUA, os riscos de alta e de baixa dos preços são iguais.A última mexida nos juros norte-americanos ocorreu no dia 25 de junho do ano passado, quando a taxa caiu para 1%, a mais baixa em 40 anos. Antes de o Fed dar início ao ciclo de cortes, em 2001, os juros estavam em 3,75% ao ano.Leia a íntegra do comunicado divulgado pelo Federal Reserve ao fim da reunião do Comitê de Mercado AbertoO Comitê Federal de Mercado Aberto decidiu hoje elevar a meta para a taxa dos Federal Funds em 25 pontos-base, para 1,25%. O Comitê acredita que, mesmo depois dessa ação, a posição da política monetária continua acomodatícia e, aliada ao crescimento robusto da produtividade, continua a prover apoio à atividade econômica. As evidências acumuladas no período entre reuniões indica que a produção continua a se expandir num ritmo sólido e que as condições do mercado de mão-de-obra melhoraram. Embora os últimos dados de inflação sejam algo elevados, uma porção da alta dos últimos meses parece ser resultante de fatores transitórios.O Comitê entende que os riscos para cima e para baixo para que sejam atingidos tanto o crescimento sustentável como a estabilidade de preços nos próximos trimestres estão aproximadamente iguais. Com a expectativa de que a inflação ainda fique relativamente baixa, o Comitê acredita que a acomodação da política poderá ser removida num ritmo que provavelmente será comedido. Apesar disso, o Comitê vai reagir a mudanças nas perspectivas econômicas como for necessário para o cumprimento de sua obrigação de manter a estabilidade de preços".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.