finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Juros estáveis no parcelamento de seguros

As taxas de juros cobradas pelas seguradoras no parcelamento de seguros de veículos permanecem estáveis desde o final do ano passado. É o que constata a pesquisa realizada pela Agência Estado junto às principais companhias do setor, nos dias 5 e 6 de fevereiro.A pesquisa mostra as taxas cobradas no mercado de acordo com o número de parcelas do financiamento. Em contratos com até 4 parcelas, a taxa média apurada foi de 3,24% ao mês, ligeiramente acima dos 3,17% registrados na pesquisa anterior, na primeira semana de janeiro. Fique atento para não perder dinheiroNas apólices financiadas em até 4 vezes "sem juros", o consumidor deve exigir um desconto se pagar à vista. Nesse caso, os juros do parcelamento já estão embutidos no preço. Essas apólices não estão incluídas na pesquisa.Também é possível constatar que algumas instituições estão cobrando taxas da ordem de 5% ou até 6% ao mês, dependendo do número de parcelas. O consumidor atento tem como evitar estas taxas, já que há opções bem mais em conta no mercado(confira no link abaixo a versão completa da pesquisa).É importante observar que as taxas cobradas no setor estão muito mais altas que o rendimento das aplicações financeiras. Um CDB prefixado de 30 dias, por exemplo, está rendendo cerca de 1% ao mês, bem abaixo do que é praticado no parcelamento de um seguro. Ou seja, para o consumidor que tem recursos suficientes aplicados, a melhor opção é resgatar o dinheiro e pagar a apólice à vista. Confira na tabela abaixo as taxas de juros cobradas pelas seguradoras nos meses de janeiro e fevereiro.nº de parcelasFevereiro/2001janeiro/2001média (%)Mínima (%)máxima (%)média (%)mínima (%)máxima (%)até 43,242,004,503,172,004,505 a 73,322,005,263,442,505,268 a 123,602,006,003,733,006,00Fonte Agência Estado

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.