Juros futuros fecham em baixa; BC se reúne com mercado

As projeções de juros encerraram asexta-feira em queda, após uma semana de predomínio domovimento de alta. O mercado vinha resistindo aos sinais de arrefecimento dainflação, já que não devem mudar a política monetária de curtoprazo. Segundo um operador que preferiu não se identificar,houve um ajuste neste último pregão do mês. O contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) janeiro de 2010recuou de 14,68 por cento ao ano na véspera para 14,64 porcento. O DI janeiro de 2009 caiu de 13,90 para 13,88 por cento. A próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom)está agendada para 9 e 10 de setembro e a expectativa damaioria no mercado é de novo aumento da Selic em 0,75 pontopercentual. A partir de então, no entanto, o ritmo de apertomonetário pode diminuir se a inflação se consolidar empatamares mais baixos. O último dado nesse sentido foi divulgado durante a semana:o IGP-M registrou deflação maior que a esperada em agosto. No mercado aberto, o Banco Central recolheu 26,032 bilhõesde reais dos bancos, até segunda-feira, com remuneraçãoproporcional a 12,93 por cento ao ano. ECONOMIA AINDA AQUECIDA Analistas de mercado se reuniram nesta sexta-feira em SãoPaulo com o Banco Central, que prepara o próximo RelatórioTrimestral de Inflação. De acordo com um participante da reunião, em que o BCcostuma mais ouvir do que falar, a avaliação dos economistaspresentes foi de que a economia ainda está bastante aquecida,mas há a expectativa de que alguma desaceleração por conta dosaumentos do juro. Alguns analistas projetaram que a inflação vai convergirpara o centro da meta em 2009, de 4,5 por cento, mas muitosdisseram que deve ficar em 5,0 por cento, como indica orelatório Focus. Segundo a fonte, que preferiu não se identificar, o cenáriode inflação de 2008 nem foi discutido. "O pessoal fala o que édo interesse do BC ouvir, que é a expectativa para 2009." A fonte destacou também a preocupação de alguns analistascom o setor externo. A reunião teve a participação do presidente do BC, HenriqueMeirelles, que estava em São Paulo para uma palestra. Em evento pela manhã, Meirelles disse que o apertomonetário está funcionando e que já há sinais de que a inflaçãoestá convergindo para o centro da meta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.