Juros futuros sobem e Bolsa recua 1,09%

O mercado de juros acompanhou o comportamento do dólar nesta quarta-feira e voltou a fechar com taxas em alta. Segundo operadores, diante do resultado do swap (troca) da dívida e das dúvidas a respeito do cenário político, o mercado deve seguir em ritmo de cautela e preocupado com o comportamento do risco Brasil ? taxa que mede a confiança dos investidores estrangeiros na capacidade de pagamento da dívida do país. Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), os contratos com taxas pós-fixadas (DIs) e vencimento em janeiro de 2004 pagavam taxa de 22,120% ao ano, frente a 22,000% ao ano ontem. A inflação, que segue sob controle, deve ficar em segundo plano, ou seja, o mercado não deve reagir diretamente a cada novo índice. Hoje, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgou o Índice Geral dos Preços de Mercado (IGP-M) de julho, registrando deflação de 0,42%. A taxa ficou dentro das expectativas dos analistas que previam uma deflação entre 0,10% e 0,50%.A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em baixa de 1,09% e o volume financeiro somou R$ 543 milhões. O dólar comercial fechou em alta de 1,09% em relação aos últimos negócios de ontem. Na ponta de venda, a moeda norte-americana ficou cotada em R$ 2,9700.Em Nova York, o índice Dow Jones ? que mede o desempenho das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York ? fechou em queda de 0,05%. A Nasdaq ? bolsa que negocia papéis do setor de tecnologia e Internet ? encerrou a quarta-feira em baixa de 0,60%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.