Juros mais altos no empréstimo e cheque especial, aponta Procon

Pesquisa da Fundação Procon, realizada nos dias 4 e 5 de maio junto a dez instituições financeiras, apontou aumento nas taxas de juros do empréstimo pessoal e cheque especial. No empréstimo pessoal, a taxa média mensal dos bancos pesquisados foi de 5,39%. Na pesquisa do mês anterior, os juros estavam em 5,37%. Ou seja, um acréscimo de 0,02 ponto percentual. Foram verificados aumentos nas taxas de empréstimo pessoal nos bancos: Banespa/Santander (de 5,65% para 5,70% ao mês); Itaú (de 5,80% para 5,85% ao mês); e Caixa Econômica Federal (de 5,10% para 5,11% ao mês). Nenhuma queda foi constatada na taxa de juros do empréstimo pessoal. No cheque especial, a pesquisa do Procon verificou que a taxa média dos bancos pesquisados foi de 8,25% ao mês, superior à do mês anterior, que foi de 8,24% ao mês. A única instituição que elevou a taxa de cheque especial foi o Banco Itaú, que alterou de 8,40% para 8,50% ao mês. Também nenhuma queda foi constatada na taxa de juros do cheque especial. Participaram da pesquisa os bancos: HSBC, Banespa, Bradesco, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Itaú, Santander, Nossa Caixa, Real e Unibanco.

Agencia Estado,

10 Maio 2005 | 16h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.