finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Juros não estragarão festa do Natal, diz Mantega

Os juros não vão estragar a Festa do Natal deste ano, garantiu hoje o ministro do Planejamento, Guido Mantega a empresários, em evento realizado pela Federação do Comércio do Estado de São Paulo. Segundo ele, a tendência da Selic para os próximos meses é de novas reduções, e que além disso o governo trabalha nesse momento para redução dos juros bancários."O nosso problema não é só a taxa básica, mas também, o spread (diferença dos juros entre captação e empréstimo). Por isso, estamos aprovando uma nova lei de Falências e reduzindo os spreads dos bancos públicos, talvez ainda não num padrão desejável, mas em uma queda já considerável", afirmou.Segundo o ministro, há dificuldade em convencer o setor bancário "oligopolizado" a reduzir seus juros, mas este quadro poderá ser revertido com dos juros básicos. "Daqui a pouco, com a queda da Selic, talvez seja mais interessante aos bancos trabalharem no financiamento do investimento e do consumo do que aplicar em tesouraria", estimou Mantega

Agencia Estado,

12 de setembro de 2003 | 13h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.