Juros para empréstimo têm leve alta em março, diz Procon-SP

Pesquisa mensal revela aumento de apenas 0,02 ponto porcentual na taxa média de juros para a pessoa física

Ana Luísa Westphalen, da Agência Estado,

17 de março de 2008 | 11h33

A taxa média de juros para empréstimo pessoal teve uma pequena elevação de 0,02 ponto porcentual em março, passando de 5,49% ao mês em fevereiro para 5,51%, segundo pesquisa da Fundação Procon-SP. A única queda verificada foi do HSBC, que alterou sua taxa de 4,66% para 4,64% ao mês. Do lado oposto, apenas o Itaú registrou alta, majorando a taxa de 5,92% para 6,12% ao mês, variação positiva de 3,38% em relação a fevereiro.   A taxa média do cheque especial entre os dez bancos pesquisados teve queda inexpressiva em março, passando de 8,21% ao mês em fevereiro para 8,20% em março, decréscimo de 0,01 ponto porcentual. De acordo com a pesquisa do Procon, as quedas verificadas nas taxas de cheque especial na comparação com fevereiro foram praticadas pelo Banco do Brasil (de 7,56% para 7,52% ao mês) e Itaú (de 8,45% para 8,42% ao mês). Os demais mantiveram suas taxas de cheque especial.   A pesquisa de juros para pessoa física do Procon considerou as taxas do Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, HSBC, Itaú, Nossa Caixa, Real, Safra, Santander e Unibanco, nos dias 4 e 5 de março. Para o estudo, foi estipulado o período contratual de 12 meses e os dados coletados referem-se a taxas máximas pré-fixadas para clientes não preferenciais, sendo que para o cheque especial foi considerado o período de 30 dias.

Tudo o que sabemos sobre:
JUROS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.