Juros para financiamento de veículos caem

Os juros cobrados no financiamento de veículos em dezembro estão menores do que os cobrados em dezembro, mês que também já havia demonstrado queda nas taxas. Os dados são da pesquisa mensal realizada pela Agência Estado entre os dias 28 e 31 de janeiro. Na média, a única opção que não variou foi a de financiamento de 37 a 48 meses, que permaneceu estável em 2,66%. Independentemente dos prazos, os juros para financiamento de carros usados ficaram mais altos que os dos carros novos e semi novos (ver tabela abaixo).Na maior parte dos bancos, quanto menor o número de parcelas do financiamento, menores os juros cobrados. Mas a regra não é universal, pois esses juros variam de acordo com a entrada dada no veículo e com circustâncias específicas, como o relacionamento do cliente com o banco em que pede empréstimo. Assim, é melhor fazer uma pesquisa ampla. Veja a pesquisa completa no link abaixo.Taxas mínimas e máximas podem enganarO banco que cobrou as menores taxas de juros para financiamento de carros novos e semi novos e usados em até 12 meses foi o Personnalité: 2,08%. Para financiamento de 13 a 24 meses, a instituição que cobrou os juros mais baixos foi o DaimlerChrysler, com 2,09%.O que cobrou mais caro foi o Bradesco: 5,40% em todos os tipos de financiamento. Mas o banco oferece taxas bem mais baixas, a partir de 2,35%, com 50% de entrada, para financiamento de até 24 meses, dependendo do perfil do cliente.Tabela comparativa entre os meses de dezembro e janeiroCarros novos e semi novosparcelasparcelasdezembroJaneiromédia (%)mínima (%)máxima (%)média (%)mínima (%)máxima (%)até 122,642,085,402,572,085,4013 a 242,682,195,402,612,095,4025 a 362,782,195,402,702,195,4037 a 482,632,342,992,562,342,99Carros usadosparcelasparcelasdezembroJaneiromédia (%)mínima (%)máxima (%)média (%)mínima (%)máxima (%)Até 122,812,085,402,762,085,4013 a 242,842,195,402,782,215,4025 a 362,902,195,402,822,245,4037 a 482,662,342,992,662,342,99

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.