Juros têm nova alta nos Estados Unidos

O Banco Central dos Estados Unidos promoveu nesta terça-feira um novo ajuste da política monetária e aumentou em 0,25 ponto percentual a taxa básica de juros, de 2,75% para 3% ao ano. Em comunicado, o Federal Reserve disse que manterá a tendência atual de ajuste gradual dos juros. "A política monetária continua sendo adaptável e, combinada com um crescimento robusto da produtividade, garante o sustento da atividade econômica", disse o Fed. Leia a íntegra da nota do BC dos EUA "O Comitê Federal de Mercado Aberto decidiu hoje elevar sua meta para a taxa dos Federal Funds em 25 pontos-base, para 3%. O Comitê acredita que, mesmo depois dessa medida, a posição da política monetária continua acomodatícia e, ao lado de um crescimento robusto da produtividade, está fornecendo apoio contínuo à atividade econômica. Dados recentes sugerem que o ritmo sólido de crescimento dos gastos desacelerou-se um pouco, parcialmente em reação às elevações anteriores nos preços da energia. As condições do mercado de mão-de-obra, porém, aparentemente continuam a melhorar gradualmente. Pressões sobre a inflação cresceram nos últimos meses e o poder de formação de preços está mais evidente. O Comitê entende que, com medidas apropriadas de política monetária, os riscos para cima e para baixo diante da consecução tanto do crescimento sustentável como da estabilidade de preços deveria ser mantido aproximadamente iguais. Com a previsão de que a inflação subjacente fique contida, o Comitê acredita que a acomodação da política pode ser removida num ritmo que provavelmente será contido. Apesar disso, o Comitê vai reagir a mudanças nas perspectivas econômicas como for necessário para cumprir sua obrigação de manter a estabilidade dos preços. Em ação relacionada, a Diretoria aprovou por unanimidade uma elevação de 25 pontos-base na taxa de redesconto, para 4%."

Agencia Estado,

03 Maio 2005 | 15h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.