Justiça argentina anula medida contra uso de reserva em gasto público

 Outras duas sentenças relacionadas ao assunto devem ser emitidas pela Justiça nesta terça-feira, 30

Marina Guimarães, da Agência Estado,

30 de março de 2010 | 15h02

O governo argentino recebeu nesta terça-feira, 30, a primeira decisão judicial que avaliza o uso das reservas para financiar o gasto público. A Câmara Federal, equivalente a um tribunal de alçada, anulou a medida cautelar que proibiu o repasse das reservas ao Tesouro, em janeiro passado. Segundo o Centro de Informação Judicial, a decisão foi tomada pela Sala IV da Câmara, em resposta ao recurso apresentado pelo Executivo. Outras duas sentenças relacionadas ao assunto devem ser emitidas pela Justiça nas próximas horas. A presidente Cristina Kirchner precisa de pelo menos duas decisões favoráveis para habilitar o uso dos recursos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.