finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Justiça desmente governo do Rio sobre liminar do gás

A Justiça do Rio corrigiu informação divulgada erroneamente pela Secretaria de Desenvolvimento do Estado sobre ter negado à Petrobras recurso contra a liminar que impedia a estatal de reduzir o fornecimento de gás natural no Rio de Janeiro. Segundo o Tribunal de Justiça do Rio, a decisão tomada pelo juiz Wagner Cinelli, da 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça, foi de aguardar o depoimento do governo do Estado do Rio, nos próximos 10 dias, para quem havia sido concedida a liminar. Portanto, apenas após o dia 23 de novembro será divulgada uma decisão a respeito do recurso apresentado pela Petrobras.A estatal alega que as concessionárias estavam recebendo uma quantidade de gás acima do estipulado em contrato e, por isso, reduziu o gás entregue às distribuidoras. A Petrobras hoje fornece ao Estado 7,2 milhões de metros cúbicos diários de gás natural, mas apenas 5,1 milhões estão contratados.

KELLY LIMA, Agencia Estado

13 de novembro de 2007 | 21h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.