Justiça do Rio suspende um dos processos contra Cacciola

Defesa do ex-banqueiro alega que ele só pode responder ao processo que originou sua extradição ao País

Giuliana Vallone, do estadao.com.br,

25 de julho de 2008 | 15h35

A 5º Vara Federal do Rio de Janeiro suspendeu na quinta-feira, 24, o processo contra o ex-banqueiro Salvatore Cacciola por gestão temerária. A juíza Simone Schreiber também adiou, sem nova data, a audiência em que Cacciola iria depor nesta sexta.  Veja também: Advogado de Salvatore Cacciola fala à Eldorado Entenda o caso do ex-banqueiro Salvatore Cacciola    Os advogados do ex-banqueiro apresentaram um documento enviado pela Direção de Serviços Judiciários de Mônaco (equivalente ao Ministério da Justiça no Brasil), assinado pelo diretor Philippe Narmino, afirmando que, pela legislação de Mônaco "qualquer pessoa extraditada daquele País só pode responder ao processo que deu origem à extradição". "A extradição ocorreu em função do processo da 6ª Vara por gestão fraudulenta, corrupção passiva e peculato. As demais ações, portanto, devem ser anuladas. Ou isso pode gerar um problema diplomático", disse o advogado Carlos Ely Eluf. De acordo com o advogado, os outros processos contra Cacciola, na 2ª e 5ª Varas, serão arquivados pela Justiça. "Tivemos pressa em suspender o processo na 5ª Vara por causa da audiência que aconteceria nesta sexta. Mas o processo na 2ª Vara também será suspenso", afirmou. O ex-banqueiro está preso em uma cela especial no presídio Petrolino Werling de Oliveira, conhecido como Bangu 8, no Rio, com mais dois presos. O ex-banqueiro chegou ao País na madrugada de quinta-feira, 17, extraditado de Mônaco.  Na data da transferência de Cacciola para Bangu 8, o advogado afirmou que o ex-banqueiro não conseguirá ficar em uma cela sozinho em Bangu 8, já que o sistema penitenciário do Estado do Rio não possui celas individuais. Nesta sexta, ele confirmou que a defesa de Cacciola não considera a possibilidade de pedir sua transferência para outro Estado.

Mais conteúdo sobre:
Salvatore CacciolaExtradição

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.