Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Justiça do Rio vai ouvir governo sobre corte de gás

O juiz Wagner Cinelli, da 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça decidiu convocar, em dez dias, representantes do governo do Estado do Rio, antes de julgar o recurso da Petrobras contra a liminar obtida pela CEG - distribuidora de gás do Estado - que impedia cortes no fornecimento de gás pela estatal, para encaminhar o produto a usinas térmicas. No último dia 30, a estatal determinou o corte de 1,3 milhão de metros cúbicos de gás por dia no fornecimento ao Estado do Rio e outros 800 mil metros cúbicos em São Paulo. Mas teve de retomar o abastecimento no Rio por conta da liminar. Por ora, a medida não tem nenhum impacto, porque a estatal não está mais sendo requisitada a enviar gás para as térmicas. Caso a situação se repita, porém, a Petrobras poderá enfrentar um impasse.A CEG reivindica na Justiça o direito de manter o volume no fornecimento dos últimos 12 meses (cerca de 7,5 milhões de metros cúbicos por dia). A Petrobras fornece hoje ao Estado fluminense 7,2 milhões de metros cúbicos diários de gás natural, mas apenas 5,1 milhões estão contratados. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

AE, Agencia Estado

14 de novembro de 2007 | 10h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.