Justiça do Trabalho determina intervenção na Vasp

O juiz Lúcio Pereira de Souza, da 14ª Vara da Justiça do Trabalho de São Paulo, concedeu hoje liminar em que determina intervenção na Vasp para que seja garantido o pagamento do passivo trabalhista da empresa. A liminar foi concedida em ação movida pelo Ministério Público do Trabalho de São Paulo, Sindicato Nacional dos Aeroviários e Sindicato Nacional dos Aeronautas.O porta-voz da Vasp, Mário Galvão, informou que a companhia aérea não vai comentar a decisão da Justiça. Segundo Galvão, a Vasp continua a manter em operação aviões cargueiros que transportam cargas e encomendas para a Vaspex, divisão de logística da empresa. Segundo ele, a Vaspex mantém cerca de 2,5 mil pessoas trabalhando em 600 lojas de franquia da Vaspex espalhadas pelo País. A Vasp tem cerca de 2,5 mil funcionários e a maior parte está de licença por causa da paralisação de parte das atividades da empresa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.