Justiça dos EUA bloqueia contas do Correo Argentino

A Justiça dos Estados Unidos determinou o bloqueio de duas contas do Correo Argentino que até recentemente controlava o sistema postal na Argentina - em bancos norte-americanos no valor de US$ 11 milhões, informou o jornal El Cronista. De acordo com o jornal, a decisão do juiz Thomas Griesa, que já emitiu várias decisões em favor dos portadores de título privados contra a Argentina, foi tomada em favor da Macrotecnic Internacional, que busca receber US$ 400 milhões.O Correo Argentino vem sofrendo um processo de falência, no qual o governo argumenta que a companhia deve 450 milhões de pesos pela concessão do serviço postal. Por causa da falta de pagamento, o governo suspendeu a concessão e retomou a responsabilidade pelo serviço postal, que continua a ser operado sob o nome comercial Correo Argentino.

Agencia Estado,

16 de fevereiro de 2004 | 18h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.