Justiça Federal suspende provas do concurso da Petrobras

Procuradora diz que mudanças de regra não foram bem divulgadas; 90 mil pessoas estão inscritas

Agência Brasil

08 de março de 2008 | 14h47

A Justiça Federal no Distrito Federal suspendeu nesta sexta-feira, 7, as provas do concurso público da Petrobras para os cargos de técnico de operação júnior e técnico de inspeção de equipamentos e instalações júnior (mecânica e metalúrgica) previstas para este domingo, 9. A liminar foi dada em uma Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público Federal e prevê a reabertura do prazo de inscrição por mais 17 dias. O MPF considera que a banca violou os princípios da publicidade e da isonomia ao não divulgar mudanças no edital de abertura do concurso e não abriu prazo para novas inscrições. No edital, o período das inscrições era de 29 de janeiro a 15 de fevereiro. Mas durante esse período foram publicadas mudanças no Diário Oficial, que só constaram retificadas no site do Centro de Seleção e Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cesp-UnB) após vencido o prazo de inscrição. Em nota divulgada pelo Ministério Público, a procuradora da República Anna Carolina Resende afirma que a divulgação foi insuficiente para eficácia do princípio da publicidade, já que todos os candidatos buscam informações a respeito do concurso no site do Cesp e não no Diário Oficial. Cerca de 90 mil pessoas estavam inscritas, para 989 vagas. A mudança da data de realização da prova será publicada no site do Cesp/UnB.

Tudo o que sabemos sobre:
TrabalhoFuncionalismoPetrobras

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.