Justiça mantém proibição para aumento do telefone no Rio

A 9ª Vara da Justiça Federal do Rio de Janeiro negou hoje o pedido da Telemar de reconsideração dos efeitos da liminar que suspendeu reajuste de 7,43% nas tarifas de telefonia local, no Estado do Rio de Janeiro, autorizado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) no dia 29 de junho. Segundo a assessoria da Justiça Federal, os efeitos da liminar, que abrangem as duas operadoras de telefonia fixa que atuam no Rio, Telemar e Embratel, continuam valendo apenas para o Rio.A liminar foi concedida atendendo pedido da Associação Fluminense do Consumidor e Trabalhador (Afcont). Segundo a assessoria da Justiça Federal, o próximo passo para as operadoras é recorrer ao Tribunal Regional Federal da Segunda Região. A Telemar informou que já entrou com recurso. Quanto ao pedido da Afcont de incluir as operadoras Brasil Telecom e Telefônica na decisão, o juiz pediu maiores esclarecimentos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.