Justiça não aceita pedido de falência da Eucatex

O juiz Alexandre Lazzarini, da 16ª Vara Cível de São Paulo, indeferiu pedido de falência da Eucatex, formulado pela Kriativa Gráfica e Editora, credora de R$ 6.878,26.O juiz extinguiu o processo por julgá-lo incabível, uma vez que em abril a Eucatex entrou com pedido de concordata preventina, ainda não apreciado. Ele condenou a Gráfica a pagar as custas do processo, bem como os honorários do advogado da Eucatex, fixados em 10% sobre o valor da causa.A Eucatex, que pertence a família do ex-prefeito de São Paulo, Paulo Maluf, pediu a moratória judicial alegando dificuldades decorrente de dívidas em dólares.O advogado da Eucatex, Ricardo Tosto, classificou o pedido de falência como uma tentativa de ?coação da gráfica, que já está listada na concordata, e pretendia tratamento diferenciado com relação aos demais credores?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.