Justiça nega liminar para suspender licença do Madeira

O juiz federal Élcio Arruda, da 3ª Vara Federal de Rondônia, negou ontem pedido de liminar movido pelo Ministério Público Federal do Estado, que pedia a suspensão da licença ambiental da hidrelétrica de Santo Antônio, no rio Madeira.Caso a liminar fosse aceita, a licença seria suspensa e o leilão marcado para a próxima segunda-feira não poderia ser realizado, já que a legislação atual determina que toda nova usina hidrelétrica só pode ir a leilão se tiver a licença prévia.Segundo a Advocacia Geral da União (AGO), o MPF/RO havia ajuizado duas ações contra o leilão, mas apenas uma com pedido de liminar, que foi negada ontem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.